Data: septiembre 9, 2012 | 22:38

Marinha vai abrir inquérito sobre naufrágio do navio Ariaú Açu

Treze pessoas ficaram feridas no acidente envolvendo o barco Aruaú Açu, que pertence ao hotel de selva Ariaú Tawers, em Manaus. | Foto Evandro Seixas

Pertencente ao Hotel de Selva Ariaú Amazon Towers, navio naufragou nas proximidades da Praia da Lua, na margem direita do Rio Negro, por volta das 16h15 desta sexta-feira; a embarcação levava 33 turistas, cinco tripulantes e dois funcionário a bordo; o acidente não provocou mortes…

© Agência Brasil

O Comando do 9º Distrito Naval da Marinha informou hoje (8), em nota oficial, que vai abrir um inquérito administrativo para apurar as causas do naufrágio do navio Ariaú Açu, pertencente ao Hotel de Selva Ariaú Amazon Towers, ocorrido nas proximidades da Praia da Lua, em Manaus (AM), na margem direita do Rio Negro, por volta das 16h15 de ontem (7).

De acordo com a nota, a embarcação levava 33 turistas, cinco tripulantes e dois funcionário a bordo. Não houve mortos. Ainda de acordo com o 9º Distrito Naval, cerca de 12 pessoas foram resgatadas e tiveram os primeiros socorros prestados por pessoas que estavam em três embarcações civis. Os outros passageiros foram resgatados por lanchas da Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Eles foram conduzidos ao Píer do Tropical Hotel e Marina do Davi onde uma equipe de atendimento de urgência aguardava os feridos.

Os oitos passageiros do barco Ariaú Açu, do Hotel Ariaú Amazon Tower, que foram hospitalizados após o acidente com a embarcação na tarde da última sexta-feira (7) já receberam alta do hospital.

De acordo com a proprietária do hotel, Helen Honorato, os passageiros tiveram fraturas leves e pequenos cortes. Uma das passageiras sofreu um traumatismo craniano, mas passa bem.

Helen contou que a rápida atuação das equipes do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBAM) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram fundamentais durante o procedimento de socorro. “Eu queria destacar e agradecer a rapidez com que eles agiram. Nunca vi nada parecido. Socorreram e foram prestativos minutos após o ocorrido”, comentou.

Os oitos passageiros do barco Ariaú Açu, do Hotel Ariaú Amazon Tower, que foram hospitalizados após o acidente com a embarcação na tarde da última sexta-feira (7) já receberam alta do hospital.

Ainda na sexta-feira, os pertences dos passageiros foram retirados de dentro da embarcação pelas equipes do CBAM e reunidas numa pequena balsa que foi colocada para auxiliar o trabalho. “A maioria dos pertences foi resgatado, inclusive bolsas pequenas de mulheres, com documentos e dinheiro. Tudo foi devolvido. Pouca coisa não foi recuperada”.

No total, 39 passageiros e seis tripulantes estavam na embarcação retornando do hotel de selva. A maioria, segundo Helen, era de pessoas que moram em Manaus. “Havia duas famílias estrangeiras, uma de americanos e uma de japoneses. As bagagens dos americanos não foram recuperadas”.

Essas famílias estão acomodas num hotel em Manaus e estão recebendo assistência dos proprietários da embarcação. “Eles perderam documentos, como passaportes, estamos auxiliando em tudo, inclusive com os órgãos envolvidos para solicitar a permissão de viagem”, afirmou a proprietária.

O barco foi levado para o porto Bertolini, Zona Oeste ainda na sexta-feira. Sobre o acidente, Helen disse que assim que ocorreu o comandante acionou as autoridades marítimas e o CBAM para informar o ocorrido. “Foi uma tromba d’água e o forte vento que tombou o barco, todos relataram isso. Era um barco grande, moderno e equipado com bóias de sustentação que impedem que a embarcação afunde”.

O acidente ocorreu pro volta das 16h, nas proximidades da Praia da Lua, quando a embarcação retornava do hotel de selva Ariaú Amazon Tower com destino ao píer do Tropical Hotel e foi atingida por fortes ventos de um temporal.

coronavirus



sopa de mani



desastre total



Reporteros Sin Fronteras



CPJ



Knigth Center