Data: abril 30, 2013 | 14:02

Estado e município fortalecem ações de gênero e raça em Rio Branco

Governo do Estado e prefeitura de Rio Branco discutem promoção de políticas públicas de raça e gênero na capital. | Foto Assessoria SEPMulheres

Governo do Estado e prefeitura de Rio Branco discutem promoção de políticas públicas de raça e gênero na capital. | Foto Assessoria SEP Mulheres

© Maria Meirelles | Agência Noticias do Acre

A titular da Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres), Concita Maia, recebeu nesta segunda-feira, 29, em seu gabinete, a visita de Graça Lopes, secretária-adjunta da Mulher de Rio Branco, e Lúcia Ribeiro, secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Rio Branco, para discutir mecanismo políticos para potencializar as ações de raça e gênero desenvolvidas na capital.

Estiveram presentes na reunião as diretoras Joelda Pais, diretora do Departamento de Direitos Humanos, e Rosiane de Lima, da Inclusão Socioprodutiva, ambas da SEPMulheres, que aproveitaram o encontro para apresentar alguns projetos que estão sendo realizados em todo o Estado.

Segundo Graça Lopes, a parceria serve para consolidar ainda mais as políticas públicas para as mulheres. “Estamos cruzando informações para que um organismo fortaleça o outro”, disse. Já Lúcia Ribeiro lembrou que “Rio Branco é como uma antena que capta todas as novas tendências e irradia para os demais municípios acreanos”.

Na ocasião foi marcado o próximo encontro, para o dia 15 de maio, no auditório da SEPMulheres. Nesse momento, ambas as secretarias irão apresentar detalhadamente os projetos que executam com o intuito de integrar os serviços que são oferecidos para as mulheres, nas áreas de enfrentamento a violência doméstica, saúde, inclusão socioprodutiva e educação com a temática em gênero e raça.

A secretária Concita Maia reafirmou o interesse do Estado em trabalhar com parcerias dessa natureza. “Com o esforço de todos, as acreanas terão mais acesso às políticas públicas, seja na esfera municipal, estadual ou nacional. Esse é um desejo compartilhado pelo governador Tião Viana: uma cultura da paz, onde mulheres e homens respeitam as diferenças um do outro”, ressaltou.

LINKS RELACIONADOS
coronavirus



sopa de mani



desastre total



Reporteros Sin Fronteras



CPJ



Knigth Center